Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2018

As vezes dou meia volta e desapareço!!

Estou a  aprender a ser  mais calma, mesmo naqueles momentos em que não é fácil respirar fundo e ignorar. Afinal nunca ninguém disse que a maternidade era fácil, nem que todos os dias eram calmos e sem confusão, pelo contrário toda a gente me avisou que a vida ia passar a ser uma verdadeira roda viva,mas nunca pensei que iam haver dias em que respirar e ter calma ia virar um tormento e que iria engolir as piores palavras do meu vocabulário, pois a rotina e o cansaço acumulado fazem com que a paciência seja menor, mesmo que a vontade seja grande, por isso nesses momentos aprendi a afastar-me(normalmente vou para o meu quarto ou para a casa de banho), para deixar que sejam eles que respirem e que cheguem sozinhos a conclusão que têm de ser acalmar e se comportar direito, sem birras, gritos ou correrias, nas primeiras vezes que usei esta forma de agir eles não entenderam o recado e as coisas só a acalmaram comigo a impor respeito de uma forma mais dura e rude(e que dor no peito senti naq…

Todas nós apanhamos este vírus na gravidez, mas não damos conta!!!

Hoje vim falar de um assunto que demorei muito tempo a entender, mas depois de horas cheguei a conclusão que se segue.

Quando engravidamos, ou melhor quando sabemos que estamos grávidas começamos a ficar com os neurónios aos saltos, que fazem com que a nossa linguagem seja alterada de português para estupidez, e passamos a usar tudo o que é palavras acabadas em "inho" ou "inha", assim como gordinha, barriguinha, mãezinha, chupetinha, carrinho, entre outras quantas.
Quando a criança nasce a coisa piora e os neurónios passam a saltar e a trabalhar a meio gaz por isso começamos a usar meias palavras como xuxa, xixa, oh oh, popó, auau, miau, xau, peta, entre outra milhares que agora me falham.
Nessa altura a praga do "inho  e da" inha " pioram, e a lista aumenta a olhos vistos e passamos a ter diálogos estranhos assim como :

- Tim Tim quer sopinha?
- Olha o auau a papar xixa!
-Papa a sopinha senão vem o papão!
- Vamos beber leitinho e vamos para a nana.

Pintar o futuro de cinzento já não faz sentido!

Já faz um mês que o pequeno Martim deu entrada no primeiro ano. . Com a ida dele, chegaram as expectativa, e o desejo de que tudo fosse diferente daquilo que a nossa cabeça (minha e das respectivas terapeutas) idealizava, a vontade de modificar o que não não estava como queríamos, a ânsia de o ver crescer e abraçar todos os planos e desafios que está etapa trazia era o que mais desejávamos . Hoje aproveitamos a oportunidade de termos falado ao telefone para fazer um balanço, balanço esse que nos irá ajudar a desenvolver novas ideias para que o caminho seja ainda melhor e mais próximo daquilo que esperamos . Mas acima de tudo o balanço é bastante positivo e supera as nossas expectativas, ele tem sido um verdadeiro sucesso, pois neste momento ainda não tem apoios e mesmo assim está no mesmo nivel dos seus colegas de turma. E este mesmo trouxe-me esperança de que tudo será melhor e mais fácil do que aquilo que eu pensei  assim como o seu futuro será muito mais sólido e vantajoso do que aq…

Menina-teimosa

Luana a minha menina meiga, cheia de vida e teimosa, que veio dar mais cor à minha vida e me veio ensinar a ser mãe, a ser quem sou. Mas como menina-teimosa que é ,insiste em desentortar os caminhos. Em construir castelos sem pensar nos ventos. Em procurar verdades enquanto elas tentam não ser a sua maneira, ao seu jeito. Mas depois ateima sempre em manter o sorriso no rosto, sem perder a vontade de ser a menina rebelde que ao mesmo tempo é a menina mais doce.  Sem se preocupar se a próxima etapa será o tombo ou o voo. Ela como menina-teimosa que é sabe que vai lá estar seja para cair ou para voar e se tornar numa borboleta...

Parafusos aparafusados direitinho

Sempre fui muito criança, apesar de ser mãe e nesse papel sempre fui muito responsável mas ainda estava muito verde como pessoa, acreditava em tudo e todos e deixava que qualquer pessoa fizesse tudo o que queria de mim, mas com a morte do Luís as coisas mudaram pois deixei de me sentir protegida e não tive outra solução a não ser crescer e ganhar a maturidade que me faltava. 
 Maturidade essa (em outras palavras: com os parafusos aparafusados direitinho), que nos deixa começar a perceber o que merece e o que não merece a nossa atenção. Isso vale para coisas, pessoas, ideias, sentimentos. Tem coisa que não vale um minuto perdido que merecem desprezo e que não valem nem uma dor de cabeça . Outras tantas valem um milhão, que merecem tempo e luta.
Essa maturidade também me fez ficar surda, mas num estado grave, só tenho ouvidos para aquilo que quero e que me convém, sejam criticas ou coisas boas, mas sou as ouso de quem quero, assim como aprendi a desligar me e dar ao desprezo, não me entre…

Nem sei que dizer...

...na verdade nem há palavras para defenir este amor, agradeço todos os dias por estes pequenos seres humanos que me fazem ser quem sou!!


















Tivemos de mudar a rotina!!!

Sei que tenho andado muito ausente daqui do blog, mas tudo isso por causa das mudanças de rotina que houveram cá em casa, e é dessas mudança que vos venho falar hoje.

Como vocês sabem o pequeno Martim entrou para a escola primária e com essa nova etapa vieram muitas mudanças, umas mais fáceis dele entender do que outras, mas com calma e dedicação tudo se têm conseguido.

Anteriormente ficava a dormir e a senhora que os entrega é que o vestia mas agora é ele que se veste sozinho, assim como toma o leitinho e os remédios e depois vai para o meu quarto ver televisão ao a carrinha chegar.

Outra mudança foi a responsabilidade pela mochila e pelo seu lanche que no infantário não tinha, pois o lanche era servido para todos iguais e agora somos os dois a escolher o que leva diariamente.

No infantário era só brincadeira mas agora as coisas são diferentes por isso também tivemos de mudar o horário para se deitar para que descanse o necessário para que o cansaço não acumular e que não se vá a ba…

Mesmo que digam que não vale a pena!!!

Meu filho amanhã irás começar uma nova etapa da tua vida, e eu irei estar sempre  aqui não importa o que aconteça, ou o que deixe de acontecer. Não importa o que vai ser, não importa o que os outros digam ou falem. Mesmo que tu não consigas alcançar as metas que te são pedidas eu estarei aqui , mesmo quando toda a gente diga que não vale a pena. Mesmo que as coisas corram todas mal, coisa que eu sei que não vai acontecer, pois tu és grande e lutador e vais dar o teu melhor, eu sei disso sem qualquer dúvida. É sempre que precisares, é só chamar, gritar, berrar, porque eu nunca deixei de estar aqui, aqui do teu lado bem juntinho a ti meu amor..

Síndrome de Asperger? Não sabe o que fazer? Precisa de ajuda? Nós ajudamos!!!

Como já vos tinha falado, nasceu em Julho uma parceria com a APSA –Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger, que tem como objetivo chegar a quem mais precisa. Para quem não conhece, a APSA é uma associação sem fins lucrativos que tem como missão promover a integração de pessoas com a Síndrome de Asperger (SA) na sociedade, favorecendo as condições necessárias para uma vida mais digna e mais autónoma. Hoje quero falar-vos sobre os projetos que a APSA tem e as ajudas que dá a quem precisa de apoio e esclarecimento sobre a Síndrome de Asperger, enquadrada  nas  Perturbações do Espetro do Autismo (PEA).
Em 2014 nasceu o projeto Casa Grande, destinado a jovens e adultos com Síndrome de Asperger (SA) que os capacita para a autonomia, para a empregabilidade e para a inclusão social e comunitária, através de várias Atividades de Integração Comunitária (AIC), entre elas – treino de competências, ateliers temáticos, treinos de autonomia, formação para emprego, Programa Empregabilidade. O Progr…

Quais são as mudanças necessárias na casa de uma mulher que engravida.

A chegada de um bebé é um momento de grande felicidade para um casal. Uma nova realidade se aproxima, com novas experiências, expectativas e responsabilidades. Por isso mesmo, antes que o bebé nasça, os pais tem fazer algumas alterações em casa para que possam receber o novo membro de forma confortável e segura. Mas calma!Com ajuda do habitissimo ,esta tarefa vai ser bem mais fácil e vai conseguir criar o ambiente perfeito para o seu bebé. Aqui estão algumas das nossas dicas. Fonte: http://www.quartodebebe.net

Comece por escolher qual o local da casa onde vai ficar o quarto dacriança. É provável que nos primeiros meses o bebé fique no mesmo quarto que os pais. Porém,é essencial que desde cedo ele perceba que tem um espaço que lhe pertence e que está adaptado às suas necessidades.
Para o quarto do bebé devemos ter em conta alguns pormenores: ● Cor – O ambiente do quarto do bebé deve respeitar as suas necessidades. As cores neutras acalmam, as escuras aconchegam, as mais claras ampliam o espaço.…

Motivos de ausência!!

Sei que neste últimos dois dias tenho andado muito ausente, mas tenho uma boa explicação para essa ausência.
Com as férias a acabar tirei este dois dias para os aproveitar ao máximo os últimos dias com os miúdo, por isso os dias têm sido de muito passeio e miminhos. Na verdade agora sim sinto que o meu dever de lhes proporcionar uns dias diferentes foi conseguido e isso deixa me tão feliz e isso vê-se nos seus rostos.
Eu poderia estar aqui a escrever sem parar, mas como as fotografias falam mais do que mil palavras partilho em imagens destes últimos dois dias.
Espero que gostem !!
















Vamos lá falar a sério sobre o que é isto de ter um blog!!!

Algumas pessoas desconhecem os sacrifícios nós autoras de um blog/página fazemos, queremos sempre mais e melhor para que a pagina cresça e sirva de ombro amigo para quem nos lê. Mas ninguém vê que acordamos mais  cedo e nos deitamos mais tarde para partilharmos as nossas experiências, expectativas medos, angústias e vitórias. Ninguém vê as horas de sono que perdemos por amor a quem nos segue, mas na hora de sermos atacadas e criticadas aí sim ficamos visíveis. Muitas vezes isso é fruto de inveja, de superioridade ou até de medo da perda de protagonismo,mas isso não nos abalada pois aqui ninguém querer roubar o sol a ninguém, pois este mundo é grande e podemos brilhar todas, cada uma a sua maneira. 
Há blogs e blogs, e eu faço parte daqueles pequenos, onde somos o colo, o ombro amigo e em troca apenas pedimos o mesmo, nada mais. Sim há marcas que nos enviam produtos para experimentarmos em troca de um post ou de uma fotografia. Mas isso é a única moeda de troca, ninguém nos paga mais na…

(não) Foi a primeira vez que viram o mar!!!

Ontem estava um dia lindo de sol. Na praia estava aquela brisa boa, que nos dá a sensação de liberdade. E eu estava com eles. Sem precisar de mais nada . È difícil pois sou uma para três  mas mesmo assim há vários lados positivos nessa conta mal feita(assunto para outro dia) . O mar estava calmo ao contrário deles que estava eufóricos e cheios de energia. Brincaram, saltaram, fora e dentro de água. Estavam como se fosse a primeira vez que vissem o mar, mas na verdade até era a primeira vez que viam o mar apenas comigo, era a primeira vez que nos sentavamos a beira mar a falar de nós os 4, onde em várias ocasiões vinha a tona coisas de quando éramos 5. 
Estiveram sempre de sorriso no rosto mesmo quando eu lhes negava mais uma ida a água, ou até quando lhes disse que vínhamos embora. 
Sem dúvida que eu tenho uns miúdos espectaculares, que ficam felizes com qualquer surpresa que lhe faça, eu chamo a isto de estado agudo de felicidade. É prometo que irei fazer tudo para que vivem nesse esta…

A prenda estava viva!!!!

Na quinta feira a minha irmã convidou me para irmos almoçar no sábado, mesmo com muita coisa para fazer para a comunhão da Luana lá fui eu com as miúdas. Quando cheguei ao sitio combinado pediu me para ir buscar um carrinho do supermercado com a desculpa que os meus pais tinham enviado muitas coisas para os miúdos, chegamos ao carro, abrimos a mala e estava cheia de sacos, mas ao tirar o primeiro demos conta que estaria alguém dentro da mala, mesmo por baixo das prendas. Tanto eu como a Luana ficamos em pânico,apenas a Inês conseguiu ir mais perto para descobrir quem era.  Era a minha mãe, que sem ninguém saber veio a comunhão da Luana,para que o dia não fosse cheio de ausências mas sim cheio de recordações. E que bom que foi ter a mãe comigo no sábado e no domingo, deu para matar saudades e encher o coração de mais amor para ter forças para mais uns tempos.

A vida sabe bem o que faz!!

A vida é uma caixinha de surpresas, que nos vive pregando partidas às vezes boas e às vezes nem por isso... Mas o importante é o que aproveitamos sempre, é tirar algum partido delas ( as coisas menos boa).  Vale à pena tudo o que conseguimos aprender, nada é por acaso, e nada é perdido, sempre aproveitamos algo. E hoje novamente aprendi isso, o pequeno Martim ficou doente, obrigando-me a parar, a dedicar-me apenas a ele e esquecer algumas coisas que tinha planeado, como alterar o quarto das miúdas e pintar um móvel, mas na verdade o meu corpo precisava de descanso, coisa que eu não estava disposta a fazer.Então a vida arranjou outra maneira de me fazer descansar, e conseguiu, hoje passei o dia entre filme de desenhos animados, dormir e cozinhar, e que bem me fez.  Se o faria se não fosse obrigada?? Não, claro que não, o meu tempo é curto e não o posso desperdiçar em momentos de preguiça, mas há coisas que não controlamos  e sem dúvida que a febre do Martim teve aquele lado positivo de me…

Passei me da cabeça de vez com tanta estupidez!!

No outro dia depois de andar as voltas no blog cheguei a conclusão que se estava a tornar um blog com demasiados desabafos tristes, então decidi que se iriam acabar esses textos,que iria continuar a escrevê-los mas não para partilhar, apenas ficariam para mim, e assim o tenho feito.

Mas hoje vou quebrar essa promessa, e vou partilhar uma coisa com vocês que nunca pensei em o fazer mas depois de ver pais a reclamarem dos filhos chorarem e sofrem com o facto de não irem de férias, dei conta que a situação que se anda a passar cá em casa tinha mesmo de ser partilhada,, não para me fazer de pobre coitada, mas sim para servir de exemplo do que é ver uma criança a sofrer por alguma coisa mesmo importante, pois no meu ver ir de férias não passa de um luxo, que muitos não o podem fazer para manter comida na mesa.

Mas vamos lá ao que entressa, já faz três semanas que todos os dias depois de tomarem banho e de se vestirem a Maria e a Lu me pedem colo, sem pensar duas vezes vou para o quarto del…

Ai Martim #27

Todos os dias lhes contava uma história  mas para que o Martim desenvolva mais a linguagem tem sido ele a fazê-lo.
Hoje enquando eu fazia o jantar veio ter comigo: - Mãe hoje vou te contar a história do belo e das monstras! - Não queres dizer da Bela e do Monstro ? -Não mãe, hoje vou te contar a nossa história, e eu sou o Belo e vocês as monstras! -Ohhh filho eu sou um monstro! -Sim, as vezes és princesa! -Quando ?  -Quando eu te dou um beijinho! -Então é por isso que me dás muitos beijinhos? -Claro, eu tenho medo de monstros!

Anda uma mãe a criar um filho para isto? Acabaram as histórias cá em casa casa, senão um dia destes ainda sou o lobo mau, ou coisa pior! Hehehehe

Na hora das crises /birras!

A paciência é um dom que se  vai adquirindo. Com  paciência se vive melhor, se tem a noção de que tudo tem a hora certa para acontecer e que nada é por acaso. A paciência traz calma e serenidade quando praticada nos momentos difíceis, e isso eu aprendi com a agitação e birras do Martim. No início ia aos arames rapidamente, gritava e com isso só fazia com que ele ficasse mais nervoso e agressivo. Com isso aprendi a ter calma, a conversa, a dar colo, a tentar entrar no mundo dele e conseguir sair daquele estado de crise.
Nem sempre é fácil, mas com o tempo torna-se rotina e já é automático, é já não funciona de outra forma. 
Nós mães/país já temos noção de todos os sinais que eles nos vão dando quando esta para chegar uma birra ou uma crise, com esse dom (sim é um dom que só nos mães temos) conseguimos antecipar as coisas, e com toda a calma, paciência e amor às coisas passam rapidamente.
Ainda ontem fez uma birra enorme sem qualquer sentido, peguei nele, e apenas lhe ia perguntando se est…

Aprender a viver com pouco!

Quem tem muito , nao sabe a falta que o não ter faz, talvez o não ter, seja a razão para se  dar valor a certas coisas, a certas pessoas e sentimentos, quase sempre quem tem muito, ignora as pequenas coisas, essas que fazem toda a diferença. 
E eu  cresci e aprendi isso da pior maneira, não que tivesse muito, mas muitas vezes não dava valor a pequenas coisas, mas o facto que ter perdido uma pessoa tão importante, fez com que passasse a dar valor a tudo, a um simples passeio no parque  a um abraço, a uma flor arrancada na rua, um beijo ou até apenas a um sorriso.
Agora sou feliz com pouco, mesmo que me possam dar muito, mesmo que me deixam o mundo, uma estrela me faz feliz. E com isso tenho ensinado ao pequenos o mesmo, fazendo com que os pequenos passeios,aquele biscoito ou até aquele desenho dado pelo colega de turma seja um tesouro, para ficar guardado na caixinha das recordação. Para que um dia olhem para trás com orgulho,com saudade e boas recordações de tudo o que viveram, mesmo qu…

Vivo assombrada pelo medo!

Estamos a dias de entrar no mês de Agosto mas honestamente a minha cabeça já anda no mês de Setembro, um dia repleto de novas aventuras, aventuras essas que me estão a assustar um pouco. São várias mas hoje vim falar sobre a que mais me preocupa, a ida do Martim para a escola primária,só de pensar fico aflita e sem saber o que fazer para não passar para ele esse meu nervosismo.
Como já partilhei com vocês o Martim têm um atrasso de desenvolvimento global, mas o seu ponto fraco é a linguagem e a coordenação da motricidade final, dois pintos fundamentais para que possa ter bons resultados na sua vida de estudante,por isso o ano passado ficou retido mais um ano para ver se haviam melhorias, e sim houveram e muitas, a linguagem já está mais compreensível, já se controla a nível da hiperatividade, fazendo com que tenho melhorado a relação com o colegas e até com as irmãs. Fazendo dele um menino mais maduro, independente  responsável e acima de tudo passou a ter mais confiança nele próprio …

Juro que não envenenei ninguém!

Enquanto eu ia arrumando umas coisas na cozinha o Martim foi ver o que era o jantar, depois disso corre ate as manas e grita todo feliz:

-Vinde jantar, é ervilhas com ovos envenenados!! Hum hum gosto tanto!!

Estou dês dessa altura a dizer escalfados mas a criança ateima que são envenenados!!
Hehehe!!

Só espero que amanhã ninguém lhe pergunte o que é que jantou, senão ainda vou ter a protecção de menores a porta.
Se o Martim podia ser diferente, podia mas nada seria igual !!

Coisas de mulher #1

Se a higiene íntima era assunto tabu, hoje em dia ganha um grande destaque e entra na lista dos tópicos obrigatórios a serem discutidos nas consultas com o nosso ginecologista.  Uma boa higiene intima é importe devido ao estilo de vida actualmente nos mulheres temos. O uso de roupas justas e sintéticas, a realização de depilação com cera e o excesso de stress, gera uma série de mudanças no corpo, reduzindo as defesas do organismo e deixando-o mais susceptível ao aparecimento de doenças e infecções. Todos esse factores podem ajudar a irritar a região íntima ou prejudicar a sua ventilação, alterando assim o seu pH  e criando um ambiente propício ao desenvolvimento de alguns problemas ginecológicos. Por isso, esse tipo de higiene é visto como essencial. Mas para realizá-la são necessários alguns cuidados específicos, como a utilização de bons produtos íntimos. A região íntima contém um pH ácido que funciona como uma “capa” e protege a pele de bactérias. Entretanto, ele pode se desequilibrar…

Dei o primeiro passo e não morri!

Este fim de semana libertei os miúdos, sai sem eles, dei aquele passou que me dava medo. Comecei a dar um passo a frente, só tenho medo de cair e de me esquecer. Mas enquanto o faço descobrirei minha identidade. Não sabia como começar, não sei como continuar ou se vou parar, mas vou tentando, passo a passo, meus sentimentos irão fluir sem destino. As coisas não são tão fáceis, penso, logo choro. Escuto, reflito, sigo e caio. As coisas realmente não são tão fáceis assim. Seguir em frente requerer bons pensamentos, e isso é uma coisa que ainda está se desenvolvendo dentro de mim. Assim como a minha capacidade de perceber e acreditar que um dia vou ficar marcada nesse mundo. Enquanto uns observam, outros falam, alguns pensam e acreditam... eu sinto que hoje foi o primeiro de muitos passos dados.