Avançar para o conteúdo principal

O corte das asas

Sete e meia da manhã,dei entrada no hospital. Ele carregava as malas,eu medos, inseguranças e dúvidas.
Sempre em silêncio, silêncio esse interrompido pela enfermeira que nos recebeu, tentando quebrar aquele gelo.
Fomos encaminhados para o quarto onde me foi pedido para assinar o internamento.
O L  ia arrumando  as minhas coisas num armário enquanto me metiam a soro e me perguntavam sempre​ se estava bem.
Passados uns dez minutos fui levada,o L foi comigo até a porta do bloco sempre a dizer me que tudo ia correr bem. Sorria mas lá no fundo sabia que nada ia ser como pensado.
Estava cada vez com mais dúvidas e medos mas vieram me todas as recomendações a cabeça e vi que aquele era o melhor caminho.
Naquela sala gelada pedi a Deus para estar sempre comigo e com todos aqueles que amo.
Chegou a equipa e para meu espanto minha tia é a enfermeira que vai estar comigo,senti mais segurança.
Veio a anestesista que me e ali fiquei.
Só me recordo de acordar com a minha tia ao meu lado, explicou tudo que se tinha passado.
Em segundos um  sentimento de arrependimento tomou conta de mim. Mandei cortarem me as asas, nunca mais posso voltar a ser mãe,nunca mais poderei sentir um filho dentro de mim.
Os motivos para o fazer são fortes,em 27 anos já conto com 6 abortos,3 filhos vivos, um parto de gêmeas complicado, ovários sempre a dar problemas e várias complicações.
Já é um historial pesado para uma mulher é o meu corpo precisa de descanso.
Não estou orgulhosa de ter desistido do meu sonho mas sinto que foi o melhor.
Agora a recuperação está a ser horrível mas tudo valerá apena.


Comentários

  1. Os teus filhotes precisam de ti bem. E se foi o melhor, agora tens de recuperar e esquecer...guerreira!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Carta a senhora que chamou o meu filho de atrasado mental!

Olá. Sei que não nos conhecemos bem, mas o meu filho Martim chamou a sua atenção enquanto saltava entre as cadeiras e falava alto . Eu reparei que ficou a olhar de lado e até o chamou de mal educado.
Eu também sei que fez tudo para que me senti se mal, até chegar ao ponto de me chamar de má mãe e o meu filho de atrasado mental.
Eu quero que saiba que as suas palavras e os seus olhares não me afectaram e na verdade até me dão mais força.

Na verdade eu até a entendo pois é tão bonito ver uma sala de um serviço de psiquiatria com meninos completamente drogados encostados as mães, sim pelo menos há silêncio para continuar a ler a sua revista sem  ser incomodada.

Lamento não ter perdido dois minutos para entender que o que estava ali a passar com o meu filho seria porque ele tem algum problema, tal vez por medo ou até por vergonha mas devia o ter feito.

Mas eu explico lhe agora o Martim é hiperativo e sim também tem um atraso de desenvolvimento que lhe afecta a fala mas não é por isso que …

Sandrinha Clothes passatempo

Desta vez a pagina juntou se a Sandrinha Clothes para vos mimar.


Temos para vos oferecer um conjunto mãe e filha/o. Um conjunto lindo para estes dias de Outono. 

Para participar é muito simples basta:

Gostar da pagina Mãe por um fio https://www.facebook.com/maeporumfio/

Gostar da página Sandrinha Clothes
https://www.facebook.com/SandrinhaClothes/

Seguir o blog maeporumfio.blogspot.pt

Partilhar a publicação do Facebook e comentar identificado dois amigos.

Podem participar uma vez por dia ate ao dia 5 de Novembro.

Boa sorte!!

A alimentação de um asperger

Normalmente alimentar uma criança com asperger é mais luta diária que nós pais enfrentamos, pois geralmente têm dificuldade quando se trata de comer uma variedade de alimentos. Texturas e cheiros desempenham um papel importante devido a questões sensoriais que experimentam. Além disso, ter muitas opções vai contra o que é confortável para essas crianças. Encontrar um equilíbrio é complicado e trabalhoso.
E normalmente tem problemas sensoriais que podem impedi-lo de registrar os sentimentos de fome, por isso nunca se pode contar com a fome do deles para motivá-los a comer.
As  tentativas de alterar a dieta, abitos ou objectos das refeições têm de se fazer com muita calma. O sucesso pode vir lentamente, mas o objetivo final é melhorar a alimentação e não abrir mais um guerra. Cada pequena vitória lhe trará um passo mais perto do resultado desejado.

O Martim em relação a alimentos novos não tem grandes problemas mas sim com os objetos para a mesma. .
Queria sempre comer no mesmo prato e …