Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2017

Aí Martim#3

Ontem depois de uma birra.
Martim:- Tou zangado, não vales nada Eu:-Quero lá saber Martim:-queres queres eu para ti valo muito!!
E pronto acabamos abraçados e a birra foi esquecida ❤❤

Tenho um egocentrico em casa!!!

Seis anos quase passados e eu ainda não conheço o meu filho. Todos os dias de deparou com uma qualidade/defeito nova e hoje descobri que tenho o filho mais egocentrico do planeta.

Eu,eu se só eu! Esse é o lema do Martim.

Hoje estava a dar lhe de lanchar e o rapaz ateimou que os cereais eram só dele,claro que o obriguei a dividir mas só gritava "cá em casa é tudo meu" e acabou por não lanchar devido a birra.
Estas atitudes tem sido suficientes para que eu lhe explique que cá em casa tudo é de todos e que ele não é mais que ninguém. Mas claro que não está a ser fácil mas também eu nunca pensei que o fosse.
Vamos lá a mais uma batalha para criar um menino com valores e educação..

O dia do pai cá em casa tem um gosto especial!!!

Cá em casa, o dia do Pai é muito importante é diferente. A Maria Inês faz anos! Não foi planejado mas tenho a certeza que foi a melhor prenda que um pai pode receber. E o dia passou a ser um pouco posto de parte dando mais importância ao aniversário da pequena. Claro que o  dia se tornou diferente mas tão especial. Este ano está a ser diferente pois o pai está fora,iremos lhe ligar e quando vier terá as prendinhas feitas na escola. Já a princesa tem o dia por sua conta,onde tira direito a bolo prendinhas é muitos miminhos. Feliz dia do pai a todos e um beijinho especial ao meu e ao dos meus filhos. Para mim, como não podia deixar de ser, são os melhores! 

Na primeira pessoa #1 - A ida para a escola

A ida para a escola
Um dos momentos dificeis que todo pequeno asperger vai enfrentar na sua vida , é a primeira ida a escola.
Passaste os primeiros 4, 5 anos da tua vida, assistindo desenhos e brincando sozinho, na tua própria casa. Exceto por raros passeios ou idas ao médico, nada se modifica na rotina, e passas as 24h ao pé da tua mãe, muito confortavelmente.
De repente, tua mãe te acorda cedo, e te leva a um lugar onde não conheces absolutamente ninguém, e te faz ficar lá, sem dar muitas explicações, e não percebes o que querem que faças lá. A angústia aumenta até que começas a chorar desconsolado.
Nos dias seguintes, já não chorava quando estava na escola, talvez pelo fato de com o passar dos dias , estar se tornando algo comum, ainda que de maneira forçosa. Lá, dentro da escola, comecei a estar bem. Mas a angústia mortal que eu senti no primeiro dia, sempre retornava no momento em que me preparava para voltar lá no dia seguinte. Embora permanecesse mais ou menos tranquilo na esc…

Novidades fresquinhas!!

Isto de ter um blog tem coisas negativas e positivas como tudo na vida. Mas das coisas que mais me fascina é a troca de histórias.
Sou apaixonada por histórias de vida, não por pura curiosidade mas sim pela troca de experiências.

No outro dia num grupo conheci a história do "F" (não revelo o nome pois a pessoa em questão não quer),um miúdo que com síndrome de Asperger como tantos mas ao mesmo tempo tão diferente.
Depois de uma troca de comentários vi que aquele miúdo estava a ajudar me sem dar conta e então resolvi convida lo a fazer parte do blog,e em aceitou.

Com a intenção de nós ajudar a entender melhor os nossos filhos teremos uma nova rubrica  "Na primeira pessoa" , não vamos revelar a identidade do "F" mas podem ter a certeza que vamos aprender muito.

Fiquem atentos o primeiro texto está quase a sair...



Adiamento da entrada no primeiro ano!

Estamos a seis meses do início de outro ano lectivo. E já me anda a tirar o sono.

O Martim tem 5 anos e está a meses de fazer 6 e  ira para a sua nova escola.
Mas ele está preparado? Será que ele vai se adaptar?Olho para ele e acho-a perfeitamente incapaz de se adaptar a está nova etapa.
Então porque raio é que ele não está preparado?
Porque o Martim tem um atraso de desenvolvimento de linguagem bastante grave  e alguma dificuldade na motricidade fina que tem vindo a melhorar bastante.
Mas infelizmente as melhoras não tem sido suficientes para que eu tenha confiança e esperança que as coisas vão correr pelo melhor.Neste momento estamos a tratar do adiantamento,onde eram vários relatórios médicos para que o adiantamento seja aceite.
Mas não foi fácil de tomar esta decisão,pois infelizmente é um ano que pode ser "perdido" e nada mudará ou poderá ser "aquele ano" que mudará todo o percurso escolar do Martim.
De uma coisa eu tenho a certeza ele terá sempre o meu apoio …

Ser mãe também é ser mulher!

Depois de ser mãe desliguei me completamente do meu papel de"mulher" dando mais importância ao de "mãe".
Mas nem com todas é assim.
Há mães que se dedicam demais, outras que abandonam e se colocam em primeiro lugar. O ideal é ter equilíbrio. Temos de ter tempo para todas as coisas, não é fácil mas com força tudo se consegue. Dar uma desculpa é muito mais fácil. O ideal é dar conta do recado e saber que em alguns momentos vamos ter que deixar o orgulho de lado e reconhecer que precisamos de outras pessoas pra ajudar, marido, mãe, irmã, vizinha... É claro se forem de confiança e se estiverem realmente dispostos.
Ir ao shopping sozinha, fazer as unhas e arranjar o cabelo, dormir fora com o marido,etc...
E se orçamento familiar permitir devemos mimar nos,comprar cremes e tratar de nós.Não nos devemos esquecer que antes de sermos mães já estamos mulheres.E se não formos mulheres felizes e cuidadas também não estamos a dar o melhor exemplo para os nossos filhos.
Por iss…

27 anos e três filhos?

Hoje no supermercado encontrei numa colega de escola que já não a via a muitos anos (e mais valia continuar a não ver).
No meio da conversa contei lhe quentinha três filhos e toda babada mostrei a foto deles.
Mas ela nem se deu ao trabalho de dizer que eram lindos apenas olhou de lado e logo se foi embora.
Em cinco segundos para ela perdi todo o interesse.Mas porquê?
Por com 27 anos ter 3 filhos?
Por ter uma família?
Mas que porra é essa?
Sim fui mãe cedo mas fui porque quis e porque me sentia preparada. Fui mãe aos 18 mas nunca tratei mal nem os meti no lixo,como muitas "mães" o fazem.
Sou uma mãe apaixonada,dedicada, interessada e empenhada. Sim também erro mas quem nunca errou?
Errar é humano,e do momento em que se assumam e se corrigam tudo bem.
Idade não define nada e apenas um número é eu apesar de ser mãe sou a mesma menina de 27 anos,com algumas prioridades diferente mas sou.
A única diferença é que não preciso de saídas a noite e bebedeiras para me sentir a maior…

Crises nocturnas!

Quatro da manhã e estou eu sentada em na cama com o Martim no colo com uma daquelas crises nocturnas,daquelas complicadas que não quer dormir e só choraminga(faz que chora).
Tudo começou as três da manhã quando me acordou a dizer que não tinha sono e que queria ver bonecos,dize lhe que não eram horas de ver televisão e fui lhe buscar leitinho no biberão (vai ser assunto para outro post) e deitei o no meu colinho.
Contei lhe uma história e quando lhe dava miminhos mas infelizmente não resultou e não dorme por nada deste mundo.
É desesperante este tipo de situações,temos que manter a calma e fazer o melhor,sei que o mais fácil era ligar a televisão e virar me para o outro lado e dormir mas eu não quero isso. Eu quero que ele ganhe noção que de noite é para dormir e não para ver bonecos.Agora vou continuar a minha tentativa de o adormecer até logo!

Será que tem influência?

Nestes últimos dias tenho vindo a receber muitas mensagens privadas a fazer perguntas mas houve uma delas que achei que era interessante participar com todos vocês,como foi a sua gravidez  ?E o parto?Ouvem se umas opiniões sobre a influência da gravidez e do parto e as tendências em ser ter um bebê com Asperger e hiperatividade e eu vou sinceramente acredito que tenha alguma influência e já vão entender o porquê.A minha terceira gravidez teve tudo menos tranquilidade, as 20 semanas sou internada com pedra nos rins mas para piorar as coisas no dia em que ia ter alta tive uma ruptura de bolsa que me fez estar no hospital em repouso absoluto  mais de mês. Lembro me como se fosse hoje todos os sentimentos que tive naquele dia,saudades delas e medo de o perder a ele.
Foi horrível!Vim para casa e na eco não conseguem ver a mão do Martim e ao medir a cabecinha notam que é maior que o corpo,foram feitos vários exames e não passou de um susto.As 27 semanas sou novamente internada por anemia,d…

As coisas não estão fáceis...

Esta semana está começou de forma tranquila mas rapidamente ficou virada do avesso, ontem fiquei em casa com uma gastroenterite daquelas complicadas mas o dia piorou quando o Martim chegou da escola com a cara toda inchada e com muita febre. Só tive tempo de despir o pijama e fomos a correr para o hospital.Papeira,o Martim está com papeira.
Este rapaz apanha tudo o que é vírus, escarlatina,"zona" e agora papeira.Tem a cara toda inchada e a febre cada vez preciste mais(infelizmente é normal dar cinco a oito dias),está muito chateado e chora por tudo e por nada e apenas come papa cerelac (em bebê nunca comeu, primeira vez ontem e adorou).Agora é dar o benurom e o Brufen direitinho e esperar que isto passe.Já a minha gastroenterite essa veio para ficar e apesar que neste momento apenas só não consigo comer nada está a dar cabo de mim.Há semanas complicadas e esta é uma delas.