Avançar para o conteúdo principal

Gastroenterite infantil

Ola!
Como já contei a Luana teve internada devido a uma gastroenterite Aguda,que infelizmente esta difícil de recuperar.
Infelizmente anda ai um surto e várias crianças estão com gastroenterite.

Os sintomas, as causas e o tratamento. Gastrite é a inflamação da mucosa do estômago, enquanto que a dos intestinos se conhece como enterite. Quando são ambos órgãos afetados, produz-se uma gastroenterite, que é a irritação e inflamação do conjunto do trato digestivo.
Gastroenterite é uma infecção que atinge o sistema gastrointestinal ocasionando sinais e sintomas deste aparelho como as diarréias, cólicas intestinais e vômitos.O termo gastroenterite é utilizado de uma forma geral, pois se refere a um grupo de distúrbios cujas causas são as infecções e cujos sintomas incluem a perda de apetite, a náusea, o vómito, a diarreia de leve a intensa, a dor tipo cólica e o desconforto abdominal.Como já dissemos, a perda de apetite e as náuseas, seguidas de diarréia, são os primeiros sintomas dessa doença. Logo se produzem acessos de vômito, com diarréia aquosa, dores na tripinha, febre e extrema fraqueza. Pode desaparecer ao cabo de dois ou três dias.Causas da gastroenterite em crianças e bebês
É causada por uma infecção vírica, que se transmite com facilidade de uma pessoa a outra por contato individual, sem mediação de alimentos nem bebidas. As bebidas e os alimentos contaminados por micróbios também podem produzir gastroenterite, assim como alimentos alérgicos como mariscos, os ovos, ou a carne de porco. Outra causa possível dessa doença é a alteração flora bacteriana natural do trato digestivo. Também os antibióticos podem ter um efeito parecido, já que atuam sobre a população bacteriana intestinal, alterando seu equilíbrio natural.Tratamento da gastroenterite em crianças e bebês devera ser repouso em casa e beber grande quantidade de líquidos, para evitar a desidratação. Durante as primeiras 24 horas não se devem ingerir alimentos, e deve-se tomar somente água, suco de cenoura ou chá; devem ingerir dois litros diários, no mínimo, de líquido sem açúcar, já que este pode prolongar a diarréia. Maçãs, arroz branco e peito de frango são alimentos recomendados para uma dieta no tratamento.Fonte: http://br.guiainfantil.com/gastroenterite.html

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Queridos leitores!

Queridos leitores
Infelizmente, estou a passar uma das piores provações que uma mãe e mulher pode passar.
Perdi o meu Amor, e os meus filhos perderam o pai.
Não sei quando retomarei a atividade normal do blogue. Peço desculpa a todas as marcas que me apoiam, a todas as pessoas que me seguem, mas este, para além de um momento de profunda dor, é um momento de muita luta. Nunca fui rica, no entanto, neste momento sou a única fonte de rendimento dos meus filhos. O trabalho, a burocracia relativas ao acidente do meu amor e os meus filhos têm me ocupado todo o meu tempo.
Peço que agora, mais que nunca, não deixem de acreditar em mim. Quero muito voltar, mas ainda não estou preparada.
Com amor,
Mónica

Perdi.....

Mais um vez fui posta a prova,mas desta vez o desafio supera todas as minhas forças. Perdi o meu amor,o meu grande amor,o pai dos meus filhos, o homem a quem prometi ser a melhor mãe do mundo.
Perdi tudo!
Não fui avisada nem tive tempo de me despedir, foi tudo rápido de mais.
Sem qualquer tipo de preparação fiquei sem chão, e honestamente não sei se estarei a altura deste desafio.
É dos sentimentos mais cruéis e duros que já senti na vida!
Só queria acordar e constatar que isto não passava de um pesadelo e que o meu amor estava vivo.
Mas infelizmente isso não irá acontecer,terei de arranjar forças vindas não sei de onde e continuar a vida.
Se será fácil? Não, claro que não nas terei de o ser pelos meus filhos  .
E não ne venham dizer que passa pois nunca irá passar,passava se fosse uma dor de barriga, mas não o é!!!
Perdi o meu amor, o meu grande amor!!!

O corte das asas

Sete e meia da manhã,dei entrada no hospital. Ele carregava as malas,eu medos, inseguranças e dúvidas.
Sempre em silêncio, silêncio esse interrompido pela enfermeira que nos recebeu, tentando quebrar aquele gelo.
Fomos encaminhados para o quarto onde me foi pedido para assinar o internamento.
O L  ia arrumando  as minhas coisas num armário enquanto me metiam a soro e me perguntavam sempre​ se estava bem.
Passados uns dez minutos fui levada,o L foi comigo até a porta do bloco sempre a dizer me que tudo ia correr bem. Sorria mas lá no fundo sabia que nada ia ser como pensado.
Estava cada vez com mais dúvidas e medos mas vieram me todas as recomendações a cabeça e vi que aquele era o melhor caminho.
Naquela sala gelada pedi a Deus para estar sempre comigo e com todos aqueles que amo.
Chegou a equipa e para meu espanto minha tia é a enfermeira que vai estar comigo,senti mais segurança.
Veio a anestesista que me e ali fiquei.
Só me recordo de acordar com a minha tia ao meu lado, explicou …