Avançar para o conteúdo principal

Bruxismo infantil

Outro dia acordei com o Martim a fazer um barulho estranho com os dentes, tipo um ranger.  Já tinha visto faz outras vezes mas não tanto como aquela noite.
No dia a seguir liguei para a pediatra e a mesma explicou me que tudo indicava ser bruxismo, e que na próxima consulta iríamos ver se ele já tinha dos dentes danificados e defenir tratamento.
Fiquei com a pulga atrás da orelha e então fiz uma pesquisa, a qual resolvi partilhar com vocês.





Bruxismo infantil!  Por Soraia Oliveira para a revista País e filhos:

O bruxismo designa o hábito de apertar ou ranger os dentes, geralmente durante o sono ou em alguns casos durante o dia, acompanhado de som.


A causa mais conhecida para esta parafunção é o stresse emocional. As crianças são seres em desenvolvimento que captam as emoções das pessoas em seu redor, que têm de lidar com uma lista infindável de situações stressantes: mudanças constantes, responsabilidades e atividades em excesso, discussão ou divórcio dos pais, nascimento de um irmão ou problemas escolares.

Cada vez mais a ciência relaciona a origem do bruxismo com atividades do sistema nervoso central, mais precisamente, alterações no nível de dopamina, como também é evidente maior frequência de sintomas em crianças com necessidades especiais ou hiperativas. Outras prováveis causas são as doenças respiratórias (obstruções das vias aéreas e alergias) e deficiências nutricionais.

O diagnóstico do bruxismo deve ser estabelecido o mais precoce possível. As consequências aparecem ao longo do tempo. A mais grave parece ser o desgaste dentário, já que é irreversível, e a reconstrução dentária não apresenta a longevidade esperada, pois facilmente as restaurações caem ou fraturam. Com o excesso de movimento muscular as crianças queixam-se de dor nos maxilares ao acordar e durante as refeições bem como dores de cabeça, ouvidos e articulação temperomandibular (ATM). Socialmente, os indivíduos que vivem com a criança sofrem com o som caraterístico da atrição dentária. Como não existe uma fórmula mágica, devido à complexidade deste fenómeno, o médico dentista identifica e orienta estratégias clínicas de preservação dos dentes até à remissão da parafunção, que pode incluir o uso de “placa de bruxismo em acrílico” para a criança dormir, a partir do momento em que erupcionam os primeiros dentes definitivos.
É possível minimizar as hipóteses de ter bruxismo infantil através do acompanhamento periódico da criança pelo médico dentista que estará atento aos possíveis sinais e sintomas. Pvezes, o apoio do pediatra, psicólogo, otorrino e terapeuta da fala é fundamental.

Alguém já passou pelo mesmo?  Como melhoraram a situação? Contem me tudo!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A alimentação de um asperger

Normalmente alimentar uma criança com asperger é mais luta diária que nós pais enfrentamos, pois geralmente têm dificuldade quando se trata de comer uma variedade de alimentos. Texturas e cheiros desempenham um papel importante devido a questões sensoriais que experimentam. Além disso, ter muitas opções vai contra o que é confortável para essas crianças. Encontrar um equilíbrio é complicado e trabalhoso.
E normalmente tem problemas sensoriais que podem impedi-lo de registrar os sentimentos de fome, por isso nunca se pode contar com a fome do deles para motivá-los a comer.
As  tentativas de alterar a dieta, abitos ou objectos das refeições têm de se fazer com muita calma. O sucesso pode vir lentamente, mas o objetivo final é melhorar a alimentação e não abrir mais um guerra. Cada pequena vitória lhe trará um passo mais perto do resultado desejado.

O Martim em relação a alimentos novos não tem grandes problemas mas sim com os objetos para a mesma. .
Queria sempre comer no mesmo prato e …

Alguma vez pensou como são escolhidas as mães de meninos especiais???

Recebi hoje um e-mail de uma leitora. Quando o li emocionei-me e pensei em todas as mães "especiais". Obrigada pela partilha! Tinha de o  partilhar convosco.
Este texto é para todas nós.

“Alguma vez pensou como Deus escolhe as mães das crianças especiais?

Eu já… Uma vez vi Deus a pairar sobre a Terra, selecionando o seu instrumento de propagação com grande carinho (…). Enquanto observava, instruía os seus Anjos a tomarem nota num grande livro:

– Para a Beth, um menino. Anjo da Guarda, Matheus.

– Para a Miriam, uma menina. Anjo da Guarda, Cecília.

– Para a Regina, gêmeos. Anjo da Guarda Geraldo, ele já está habituado. Finalmente, Ele passa um nome para o Anjo, sorri e diz:

– Dê a esta mãe uma criança deficiente. O Anjo, cheio de curiosidade, pergunta:

– Porquê ela, Senhor? Ela é tão alegre!

– Exatamente por isso, diz Ele. Como poderia eu dar uma criança a uma mãe que não sabe o valor de um sorriso? Seria cruel…

– Mas será que ela vai ter paciência?

– Eu não quero que ela tenh…

Hiperatividade e omega3

Quando me deparei com o diagnóstico do Martim de hiperativo que andei feita barata tonta a procura de respostas e tratamentos.
A pediatra recomendou dar-lhe ómega 3(como ja vos contei noutro post).
E graças a deus os resultados têm sido muito positivos.
Por isso mesmo resolvi partilhar com vocês a informação que me foi dada pela pediatra, para que vos ajude tambem a vocês. 

"Déficit de atenção/hiperatividade (ADHD) e omega3:

Crianças com déficit de atenção/hiperatividade (ADHD) podem ter baixos níveis de ácidos graxos essenciais (incluindo EPA e DHA) no organismo. Estudos com aproximadamente 100 meninos mostraram que aqueles com níveis mais baixos de ômega-3, apresentaram mais problemas de aprendizado e comportamento (como temperamento variável e distúrbios do sono), do que meninos com níveis normais de ômega-3. Em estudos animais, baixos níveis de ômega-3 mostraram uma concentração mais baixa de certos neuroreceptores cerebrais (como a dopamina e a serotonina) relacionados com a…