Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2016

O meu filho não me larga!

Chego a casa normalmente antes dos miúdos chegarem da escola, aproveito e vou fazendo alguma coisa em casa. Entretanto eles chegam, mando logo as meninas fazer os trabalhos de casa e tomar banho. O Martim agarra se as minhas pernas e ali fica enquanto eu trato da casa, do jantar e até mesmo dele. Se por algum motivo não lhe possa dar atenção ele grita e chora como um bebé, já chegou a bater se a ele próprio.  Só janta se eu estiver ao lado dele, caso me levante da mesa ele pára de comer e vai atrás de mim. Tornar-se um pouco incomodo e ate sufocante pois o rapaz não me deixa nem para ir a casa de banho nem para tomar banho. Muitas das vezes tento o contráriar mas não dá bons resultados.  Sinto que é muito dependente de mim mas eu própria sou tão dependente dele, sinto me vazia quando não o tenho por perto, sou uma mãe muito galinha! 
Com vocês acontece igual ? Têm truques! Contem me pois desta vez sou eu que preciso da vossa ajuda.

Como escolher brinquedos para um asperger?

O Natal está a chegar e com ele vem a pergunta:
 - Que dar ao Martim?

Normalmente gosto que ele me diga o que quer mas já se torna complicado pois ganhou apego por algns bonecos e agora pede novamente o que já tem. Já chegamos ao cúmulo de receber 6 ratos Mickey pois era a única coisa que gostava.


As crianças com asperger podem se beneficiar muito dos brinquedos que são destinadas a ajudá-los a se expressar. A escolha certa de brinquedos para alguém com um atraso de desenvolvimento ajuda a incentivar habilidades de jogo, facilita o desenvolvimento da criança, e proporciona-lhes uma saída para sua energia inesgotável.

Ao comprar brinquedos é importante ter algumas coisas em consideração:

Escolha brinquedos que estimulem os sentidos . Por exemplo, brinquedos que fazem barulho , os brinquedos que são colorido , perfumados ,de vibração ou são visualmente estimulante (por exemplo, brinquedos giratórios).
Ao escolher um brinquedo que faz barulho, é melhor considerar um brinquedo que uma pes…

Críticar é fácil!

Uma das coisas que mais me enerva é que se metam na educação dos meus filhos ou na saude deles metendo em causa a minha decisão e empenho.

O Martim dês de bebé que deu sinais que tinha alguma "coisa" , era um bebé que não dormia, demorou a andar, começou a dizer algumas palavras muito tarde, entre outras coisas.  Mas para os de fora era tudo fruto da minha imaginação. Chegando ao ponto de dizerem que tinha a mania das doenças.
Hoje em dia depois de tanto diagnóstico, medicação, terapias , consultas e exames ainda olham de lado.
Ainda consegue ter a coragem de criticar, mas críticar tornar-se fácil quando se está de fora. Mas nunca tiveram dois minutos para me perguntar como esta a situação dele apenas se dão ao trabalho de me desautorizar e fazer de mim um palhaço, um bobo da corte. Podiam era se meter no meu lugar e pensarem nas minhas noites em branco, nas vezes que tenho de o acalmar, nas birras, no sentimento de culpa ou até no cansaço de ver um filho sofrer.

Por isso da…

O meu filho nunca....

Atire a primeira pedra quem nunca falou dos filhos dos outros. Mesmo que fosse um exemplo.
Realmente não é possível falar nada depois que viramos mães.Sem dúvida, mais hora ou menos hora aquilo que abominávamos irá se transformar em realidade.Ou não…mas enfim, as chances sempre são proporcionais!
Falar sobre os filhos dos outros sempre é muito mais simples.
E não deixa de ser divertido relembrar coisas que são ditas e deveriam ficar silenciadas! Envie para seus amigos que ainda não tem filhos…e acrescente alguma frase que você nunca deveria ter dito!

1. Eu nunca vou me tornar a minha mãe

Sim, claro. Todos nós pensamos isso até que realmente tivéssemos filhos e percebermos que nossas mães estavam certas em algumas coisas. Não se engane, em algum momento da sua jornada de parentalidade, você vai soar exatamente como a sua mãe.

2. O meu filho não vai bater, morder ou dar pontapés

Crianças, especialmente crianças pequenas, passam por uma fase violenta. Até mesmo os melhores pais lidam com…

Malditas noites!

Depois do nascimento do meu filho vieram as noites mal dormidas, mas já lá vão cinco anos e tal de Martim e de noites mal dormidas(a Luana e a Maria sempre deram noites calmas) .

Podia estar aqui horas a contar a minha experiência de noites em branco, mas hoje apenas vamos falar desta que passou.

Eram 21.15 já tinha o rapaz com todas as rotinas de noite feitas, medição tomada e lá fomos os dois para a cama. Pediu para ver um pouco de desenhos animados vimos um pouco e lá comecei eu a tentar que ele dormisse mas tudo ao lado e ainda com mais energia ficava. Ficamos neste namoro umas horas até que eu adormeci. Mas não devia de ser ele a dormir ? Devia !
Uma hora depois acordei e com esperança dele estar a dormir ao meu lado, mas nada disso.
E voltei a luta, mimos e histórias mas o sono do Martim nem sinal dele. Depois de duas horas de tentativas desisti e lá voltei a ligar a tv a ver se teria alguma sorte.
Depois de uma hora a ver "As aventuras de arlo" o rapaz mesmo assim não…

Quando o filho mais velho chama a atenção!

Hoje sai de casa preocupada, a Luana tinja ficado a chorar e com dor de garganta.  As dez horas fui chamada pela ama a dizer que ela estava muito mal e que teria de ir ao médico.  Pelo caminho notei logo que não estava tão mal como parecia, foi vista pelo médico e sim estava mesmo doente. Mas nada me faz mudar de ideias que também usou o seu mal estar para chamar a atenção.  Durante a tarde esteve de cama mas várias vezes choramingou para que não a deixa se sozinhas, usando como argumento que não se sentia bem.  Tentei lhe dar um pouco de atenção mas também lhe expliquei que não pode usar isso para eu faltar ao trabalho para lhe dar atenção. Expliquei lhe tudo o que isso implicava e prometeu não o voltar a fazer.  Ser filho mais velho não é nada fácil e nos pais as vezes não temos noção disso.

Síndrome de asperger foi posto de lado!

Na segunda fomos a uma consulta de pedopsiquiatria.
A consulta começou de forma diferente, o Martim foi para o consultório com a médica enquanto eu esperava por ordem para entrar. Não foi muito fácil pois não sabia o que se passava lá dentro(não se ouvia gritos nem choro e isso acalmava me) .
Fui convidada a entrar passados uns dez minutos, onde conversamos sobre a experiência do rubrife, que diga se de passagem esta a ser muito positiva pois ele passou a estar concentrado e empenhado.
Depois de meia hora de comversa e observação comportamental o síndrome de asperger foi posto um pouco de lado, não por completo pois o Martim tem todas as características mas a mais determinante ele não tem.  Ela é a" socialização" pois o nosso Martim é muito sociável e carinhoso. Não é menino de mostrar grandes afectos mas quando o faz sem problemas.
Sim pode ser um "asperger"  mais ligeiro mas por enquanto vamos por outros caminhos, um deles é passar a medicar a noite para que tenh…

Passou um furacão em minha casa!!

Como vos falei no Facebook estou doente, ao ponto de ontem passar uma tarde a soro.
Não passa de uma amigdalite e junto uma pequena infecção respiratória.  Já estou melhor graças a deus pois estive mesmo mal.

No sábado mesmo estanto doente tive de ficar em casa com os três, pois o pai foi trabalhar.
Tomamos pequeno almoço e expliquei que estava doente(deviam ver a cara do Martim)  e pedi por amor de deus para brincarem na sala e me deixarem descansar na cama(claro que estava com atenção ao que faziam)  e manterem a casa arrumada. Mas foi como se tivesse falado com surdos, gritaram, bateram se, pulavam em cima de mim,foi do pior.
Depois de almoço tinha mesmo de dormir, já nem os olhos abria.
Deitei os e consegui paz durante uma hora, não chegou para o cansaço extremo com que estava.
O pai chegou e conseguiu dominar as feras, controlar o barulho para eu descansar mas esqueceu se de controlar a desarrumação.
Quando me levantei para tentar beber um chá ate me assustei pois a minha casa es…

Este puto parte me toda!!!

Chegamos a casa, pedi educadamente (sim porque com ele as coisas tem de ser com muita calma)  para irmos os dois para a cama pois amanhã já queria ir trabalhar.
Vestimos o pijama e lá fomos para a cama.
Eu mudei a televisão para TLC e o puto vira-se para mim e sai se com :
-Olha lá não ias para a cama dormir? Preguiçosa não querias era ir trabalhar! ! !
E muda para o panda enquando me dá mimos para eu dormir.
E pronto este pito parte me toda!

Hoje tenho de gramar isto!

São 11horas e eu estou sentada em frente ao mcdonald's a espera que comecem a servir almoços, sim parece de doidos mas é verdade. Podia ir dar uma volta, ver as montras mas não estou no meu estado normal .
Estou completamente partida, cheia de dores e febre.
O Martim esta eufórico como se tivesse ganhado a lotaria(antes fosse ) .
Já o tentei subornar para irmos embora mas o rapaz nao troca o hambúrguer por nada(eu no meu estado normal também o faria ) .
Ele adora as idas as consultas por normalmente ganhar como recompensa um hambúrguer com direito a tudo o que ele gosta.
Eu agora vou gramar aqui mais uma meia hora pois quem me manda a mim prometer estas coisas.

Que se lixe!!

O Martim hoje chegou da escola muito bem disposto,só queria brincadeira e mimo.
Jantamos numa tranquilidade fora do normal. Arrumei a cozinha enquanto ele brincava no chão ao meu lado.  Queria arrumar o resto da casa para amanhã ter pouco para o fazer, mas mandei a casa dar uma volta.  Deitei as meninas que estavam quase a dormir de pé e fomos os dois para a minha cama ver um filme. Já estamos assim a uns minutos(juro que ja tive para o abanar para ver se esta vivo), já comemos uma bolachas e tudo. Esta a ser um momento mesmo agradável.  Já não tinha um momento assim calmo com ele a muito tempo.  Parece que hoje vou dormir de coração cheio.  E a casa que se lixe o que é verdadeiramente importante são os momentos com os nossos filhos. . .

Novidades boas!!Não vao querer perder!!

Sempre que vou a farmácia vou sempre dar uma olhadela aos produtos de higiene, pois gosto de acompanhar as novidades e claro aproveitar as promoções.  Desta deparei me com nova fórmula, imagem e formatos. E hoje vim partilhar com vocês essas novidades todas.


À nascença a barreira cutânea é extremamente imatura, pelo que a pele do bebé tem necessidades muito específicas. Com o passar dos anos e com o aporte vitamínico e nutricional que lhe vamos disponibilizando, a nossa pele vai-se reforçando e adotando as características finais que a vão constituir ao longo de toda a vida. É, por isso, absolutamente essencial utilizar cuidados especificamente adaptados ao bebé, desde o nascimento.
Especialista da pele do bebé e da criança há mais de 60 anos, a Mustela® relança o cuidado hidratante, agora ainda mais adaptado, e num novo formato. Para fazer face às necessidades de hidratação constante da pele dos mais novos, além da embalagens de 300ml e 500ml, o Hydra-bebé Corpo está agora disponível no …

Ando a falhar, sou uma besta!!!!

Hoje todo o dia pensei onde estou a falhar, é isto que se pensa e se  sente quando a  professora nos mandam um recado a dizer que o filho anda diferente, a portar-se mal, aéreo e com chamadas de atenção.
Será por eu ser uma parva e meter o meu filho "diferente" em cima de tudo, sera por dedicar tanto tempo ao Martim.
Será que me esqueco de ser mãe da Luana e da Maria?
Sinto me mal. Muito mal.
Hoje as coisas vão mudar, tem que mudar.
Vou-lhes dedicar mais tempo, vou percepcionar momentos so de mãe e filha. Vou recuperar o tempo perdido.
E pronto. Vamos ver como corre. O problema vai ser no dia em que o Martim chamar a atenção... Inventem-se pais com mais braços e dias com mais horas, por favor!

Bater para educar?!?

Estaria a mentir se vos se dissesse que meus filhos nunca levaram uma sapatada. Sim, eles já levaram! Já me levaram à loucura, e eu optei pela forma mais rápida de faze-los parar o que estavam fazendo. Mais rápida, menos eficaz, e mais cruel.  Cresci com o conceito de que não fazia mal nenhum levar uma sapatada, e ainda levei algumas.  Mas algo dentro de mim dizia que isso era errado, e que devia haver outro modo de educar os filhos sem precisar de lhes bater, faze-los chorar e aimda me sentir eu mal.  Confesso que tentei outros truques , mas não funcionava com a eficácia que eu imaginava, e vez ou outra, eu recorria para a palmada. Li muitas dicas sobre educar sem bater. Depois de saber que muitos pais conseguem, eu também tinha de conseguir pois sabia o que eles estavam a sentir cada vez que eu lhes batia.  Também levei dos meus pais e ainda me lembro da sensação de humilhação, tristeza profunda e raiva, muita raiva, que eu sentia. Quem quer que os filhos sintam isso??? Tem gente q…

Meus filhos, o melhor de mim!!!

Todos os dias, desde que entram na minha vida, agradeço a Deus por os filhos que me deu, a quem consegui transferir o melhor que havia em mim. Estão crescendo tornam a minha vida mais abençoada e trazendo a minha vida muito amor e muita felicidade.

Espero que os seus caminhos sejam sempre iluminados e que saúde nunca vos falte e que tenham o melhor na vida.

 Amo vos de uma forma tão intensa e genuína e tenho certeza que será um amor que vai crescer. constantemente.

Amo vos de Janeiro a Janeiro até ao dia que o mundo acabar!!!




A minha família e a hiperatividade do Martim!!

A minha família é daquelas que não sabem muito bem lidar com informações como a possibilidade de uma criança dentro dela ser especial.

Ninguém o trata mal nem o tratam de forma diferente das irmãs ou dos primos. Mas digamos que simplesmente não aceitam que alguém possa ser “imperfeito”.

Tenho gente que sempre pensou que eu não estava bem da cabeça e que não o sabia educar.

“Não lhe dês tanto mimo ” “Que mal educado ” “A culpa é toda tua ”.

Se sentem incomodados quando o Martim está perto e muitas vezes se incomodam com comportamento dele. E quando eu vou explicar que ele é hiperativo ,olham um pouco de lado.
Mas é apenas uma criança. Precisa de uma atenção diferente.

A não aceitação da família já começa a dificultar as coisas, mas eu prefiro ignorar enquanto eu posso. Eles aceitando ou não este fato não muda em nada, eu vou continuar ir a consultas,eu vou dar de comer, vestir, dormir com ele, etc.

Não vou gastar energia tentando fazer eles aceitarem um fato, eu prefiro guardar essa di…

Passatempo kit Coffret Musti - Mustela

Cá em casa a Mustela marca presença diária na rotina dos meus filhos, desde do creme hidratante à água de colónia.

E hoje é dela que vos vou falar. 
  A Eau de Soin Musti é uma água de colónia sem álcool, com extratos de mirtilo e de tília e com um delicioso perfume envolvente e suave, elevada tolerância e hipoalergénica. Deixando um aroma maravilhoso "a bebé"  que nos aquece o coração. 
Em parceria com a Mustela tenho para oferecer um kit Coffret Musti.
Um presente muito fofinho para os mais pequenos,já a pensar no natal.




É muito simples participar:

-Fazer GOSTO na pagina do Facebook do blog.
Www. m.facebook.com/maeporumfio/?ref=bookmarks

-Fazer GOSTO na pagina do Facebook da Mustela. Www. m.facebook.com/mustelaportugal/

-Partilhar e comentar identificado dois amigos o post do passatempo no Facebook.

-Seguir o blog Www.maeporumfio.blogspot.pt


Cada pessoa só pode participar uma vez até ao dia 1 de Dezembro..

Boa sorte!!! 






De costas voltadas!

Isto de ser mãe de um hiperativo tem que se diga.
Noites sem dormir, birras e acima de tudo aprender a lidar com vários comportamentos antes não conhecidos.

Esta semana tive de lidar com a autoridade dele, pensa que é o rei cá de casa e que todos temos de andar no domínio dele.  Mas está completamente enganado e ando a tentar fazê-lo ver isso.

Na quarta a hora de jantar por causa de querer o meu telemóvel para jogar enquanto comia e eu não lhe fazer a vontade tive direito a uma birra, com direito a deitar tudo ao chão, tentar bater as manas e ate me levantar a mão.  Contei até vinte e pulso firme.
Fiz de conta que não o ouvia e que nem estava a ver as fracas figuras que estava a fazer.  Apenas o meti no quarto para que nós comermos sem aquele teatro.
Acabou por adormecer de tanto gritar e até hoje não falamos um com o outro, ja tendei fazer as pazes mas ele diz que não quer falar comigo.

Ele não sabe mas eu enquanto ele dormia já lhe dei uns beijinhos e ja lhe expliquei o porquê de an…

Porquê a intervenção na Terapia da Fala! Por Ana Areias(Terapêuta da fala)

Transtorno de hiperatividade e défice de atenção: Porquê a intervenção na Terapia da Fala
O transtorno de hiperatividade e défice de atenção (THDA) é uma perturbação do neurodesenvolvimento muito falada nos últimos anos e que prevalece em cada vez maior percentagem na nossa comunidade de crianças e jovens. Muitos estudos realizados ao longo dos anos explicam que esta perturbação está frequentemente associada a um atraso relativamente à aquisição da linguagem. Desta forma, podem colocar-se três questões: - O que é a linguagem? - Porque é que existem atrasos na aquisição destas competências em crianças com THDA? - Em que é que a Terapia da Fala poderá ajudar?
Bom, torna-se importante abordar a primeira questão, uma vez que, frequentemente, nem mesmo os profissionais de saúde e educação conseguem perceber e explicar bem o que é a linguagem. A linguagem é uma ferramenta que serve para comunicar, é a “janela do conhecimento humano”. Ou seja, todos os conceitos que a criança adquire e compreende …

1+1+1=Socorro são 3!!!

Ter três filhos é uma loucura! São três piolhos a falar , querer, brigar, brincar , cantar , chorar, pedir . E os meus ainda são pequenos. Pelo menos uma vez por dia eu preciso parar, fechar os olhos. Simplesmente porque falar não ia adiantar. Nesse momento, eles param de falar/gritar/chorar/pedir/exigir/reclamar. Um ou outro sempre demora mais para perceber o ocorrido e continua a fazer o que estava. Quando os três param, eu posso pedir para que cada um fale, esperando o anterior terminar para começar. Uma coisa que se faz junto e o banho , molha se a cabeça de todos, lava se a cabeça de todos. Enxágua a cabeça, aproveitando pra molhar o corpo de todos. Lava o corpo de todos. Depois seca um,  manda pro quarto. Seca outro, manda pro quarto. Seca o último manda pro quarto. Mas claro que ha sempre uma birra no meio. Querem/não querem sair primeiro. Querem a mesma toalha/mesmo brinquedo/o mesmo lugar na banheira.  E eu fico praticamente louca e descabelada.  Mas no fim do dia, eles ador…

Odeio o fim de semana, vá pode-me crucificar!!

Esta a chegar ao fim deste domingo e mais uma vez sinto-me exausta. Para muitos o fim de semana é sinónimo de descanso mas para mim é de exaustão. Adoro ter os meus meninos todo o dia comigo mas é extremamente cansativo.

O dia começou bem cedo, fui acordada não pelo sol a espreitar lá fora mas sim pelo Martim que teima em me acordar com as galinhas. Fazer pequenos almoços, estender roupas, fazer camas e arranjar os miudos para irmos almoçar a avó tornar-se uma verdadeira aventura quando se tem um miúdo que insiste em querer estar sempre a chorar agarrado a minhas pernas.

Depois de almoço fiz tudo para vir cedo para casa para ver se da para descansar um pouco, mas quando se tem um filho hiperativo isso é impossível. Andei toda a tarde atrás dele, por momentos a jogar as cartas ou a brincar aos cantos da casa.  Ainda houver tempo para uma birra, uma daquelas das grandes que acabou com a mãe a chorar na casa de banho.
Depois entre lanches, sopas e almoços ainda me lembrei de fazer um tra…

Resultado do passatempo Sandrinha Clothes

Finalmente vim partilhar o vencedor do passatempo em parceria com a Sandrinha Clothes, foi complicado pois tivemos varias participaçãoes que não seguiram os passos todos.
Depois de três sorteios a grande vencedora foi a Rita Oliveira.
Parabéns minha linda.  Enviei os dados para ser enviado o prémio.

Fiquem atentos pois em breve sairá um passatempo muito especial!!





Afinal há um PAI!!!

Hoje enquanto estava a ler os meus posts antigos deparei me que sempre falamos na "Mãe"  mas que nos esquecemos do "Pai" .  Em muitos casos há um em casa, que passa também a ver a sua vida virada do avesso(não tanto como a mãe).
Ser pai de um hiperativo também não é nada facil, as noites passam a ser numa cama de criança ou no sofá, passa a comer refeições bastante básicas(se quiser melhor tem de o fazer), vê-se no meio de gritaria e muitas das vezes ainda leva nas orelhas sem ter culpa, passam a ver "a mulher da sua vida"  a sofrer, passam a ficar em segundo plano,passam a não ter vida conjugal, passam a não sair de casa(ou muito vezes o fazem sozinhos entre outras coisas.
Não os estou a desculpar de certas atitudes nem a fazer deles superiores por aguentarem estas coisas. Mas sim a dar um pouco o braço a torcer aos maridos/pais que dizem que a vida deles também mudou, mas que muitas vezes nós maes não vemos pois estamos demasiado ocupadas com os nossos …

Por duas horas fui mãe apenas de meninas!!!

Hoje como falei no Facebook foi dia das mulheres cá de casa irem a cabeleireira. Já andava para ir a algum tempo mas faltava a coragem de deixar o meu filho com alguém, não sei como o consigo mandar para o infantário.  Isto chama se maluqueira de mãe galinha.  Mas hoje foi o dia, as três sozinhas sem ter de cumprir horários nem ter de andar sempre a correr atrás do menino Martim.  Foi tão agradável, foram duas horas a tratar das minhas meninas, de as mimar, e de lhes dar atenção.  Fez lhes tão bem que andaram todo o dia bem disposta, e todas babadas com o seu novo corte de cabelo.  Prometi lhes que estes programas iriam ser frequentes, pois eles merecem que eu tire tempo para ser apenas mãe de meninas.

Socorro estou maluca!!!

Hoje deparei me com uma situação que me deixou muito preocupada, ao ponto de pensar em marcar uma consulta urgente. 
Como vós contei o Martim começou com rubifen,entretanto esta semama dei conta que esta a acabar e não consegui que a medica de família me passasse a receita(explicando me que não o podia fazer) e só tinha consulta com a medica dele dia 21.  Fiquei de uma maneira que nem eu conhecia em mim, fiquei mesmo chatiada e revoltada. 
Fiz tudo o que pode até conseguir, pois não quero que o Martim tenha nenhuma pausa na medição. Quase virei o mundo ao contrário.  Mas não foi a primeira vez que fiquei assim, tem sido constantemente.  Ando numa fase que não admito que ninguém falhe com o meu filho, nao admito uma mínima falha.  Não quero que ele não tenha melhorias por falhas minhas ou por terceiros.  Mas vocês não estão a ver a situação, quase todos os dias ligo a educadora, controlo tudo.  Ando mesmo maluca, doida varrida pois todos nos falhamos.Nem eu sou prefeita por isso não po…

Como explicar para os nossos filhos que sao hiperativos?!?

Os nossos filhos devem saber que são hiperativos? Como explicar?  Acredito que seja uma duvida de todas nós. 
A resposta dos especialistas é que é muito importante que os pais falem com seu filho sobre a hiperatividade. Evitar falar do problema não ajudará e contribuirá para aumentar sua frustração e desconforto.
 Nós pais somos uma das principais fontes de apoio e compreensão para eles, que enfrentam dificuldades que questionam sua autoestima. O pai e a mãe é quem melhor pode ajudá-las a enfrentar as dificuldades e motivá-las e elogiar suas conquistas.
Existe uma série de conselhos e assuntos simples que os pais podem colocar em prática em casa mesmo para explicar à criança o que acontece com ela:
- Confrontá-la diretamente. Não é conveniente dar voltas no assunto sem chegar ao xis da questão. Devem utilizar os termos como verdadeiramente são. Ser claro é uma boa estratégia. 
 - Adaptar a linguagem à idade da criança. Deve-se utilizar um vocabulário que a criança possa compreender…

Não preciso de mais nada!!!

Hoje enquanto estava a vestir o pijama ao Martim iamos tendo a nossa habitual conversa de final do dia onde ele tenta me contar o seu dia.

Eu: - O teu dia foi bom?  Ele:- Não!  Eu:- Porque amor?  Ele:- Porque tinha saudades tuas mamã. 
Opa estas coisas matam me, fazem me sentir pequenina e tão feliz!!!  Não preciso de mais nada para me sentir tão completa.  Consegue ser tão fofinho o meu menino!!

Supresa boa!!

Uma das maiores dificuldades do Martim é a motricidade fina como já vos tinha contado. Comer ou até fazer um desenho era muito difícil para ele.
Mas ontem tive uma surpresa, fez um desenho, um menino com olhos e tudo.  Fiquei tão babada que ate registei o momento, partilho com vocês.






É tão bom estar ao lado dele nem todas as vitórias!!