Avançar para o conteúdo principal

Subsídio para assistência a filho

Quando temos um filho doente temos direito a um apoio em dinheiro da Segurança Social durante os dias em que temos de faltar trabalho para cuidar dele. Chama-se subsídio para assistência a filho. 

No caso de o filho ter menos de 12 anos, temos direito a faltar ao trabalho até 30 dias por ano, seguidos ou interpolados. Já se o filho tiver mais de 12 anos passam a ser 15 dias por ano, no máximo. A estes dias acresce ainda mais um por cada filho além do primeiro. 

A idade não conta quando se trata de uma doença crónica ou de uma deficiência. Nestes casos temos sempre direito a 30 dias por ano. E em nenhuma situação o apoio da Segurança Social pela mãe e pelo pai ao mesmo tempo. 

Mas para poder receber este subsídio temos de ter descontos durante seis meses (seguidos ou interpolados) e em dia e o outro progenitor tem de estar a trabalhar. 
Além disso, tem de ser trabalhador por conta de outros e fazer descontos para a Segurança Social. Também os trabalhadores na pré-reforma com redução de horário, que não pode ser acumulado com rendimentos do trabalho,desemprego, de doença e outras prestações sociais (à excepção do rendimento social de inserção e o complemento solidário para idosos). 

O subsídio para assistência a filho corresponde a 65% da remuneração de referência dos pais que o pede e que corresponde à média de todas as remunerações declaradas à Segurança Social pela entidade empregadora nos primeiros seis meses dos últimos oito meses, excluindo subsídios de férias e Natal. Para salvaguardar que os rendimentos muito baixos não recebam um apoio demasiado baixo, a Segurança Social estabeleceu um valor mínimo diário: 11,18 euros. 

O apoio tem de ser pedido nos seis meses a contar do dia em que o progenitor deixa de trabalhar para prestar assistência ao filho, através da Segurança Social Directa, dos serviços de atendimento da Segurança Social ou por correio para o centro distrital da área de residência. 
Para mais imformacoes  é melhor perguntarem na Segurança Social.

Comentários

  1. Sim o seu médico de família deve de pedir a baixa por assistência a filho. No nosso caso temos também direito a outra por um período máximo de 4 anos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Carta a senhora que chamou o meu filho de atrasado mental!

Olá. Sei que não nos conhecemos bem, mas o meu filho Martim chamou a sua atenção enquanto saltava entre as cadeiras e falava alto . Eu reparei que ficou a olhar de lado e até o chamou de mal educado.
Eu também sei que fez tudo para que me senti se mal, até chegar ao ponto de me chamar de má mãe e o meu filho de atrasado mental.
Eu quero que saiba que as suas palavras e os seus olhares não me afectaram e na verdade até me dão mais força.

Na verdade eu até a entendo pois é tão bonito ver uma sala de um serviço de psiquiatria com meninos completamente drogados encostados as mães, sim pelo menos há silêncio para continuar a ler a sua revista sem  ser incomodada.

Lamento não ter perdido dois minutos para entender que o que estava ali a passar com o meu filho seria porque ele tem algum problema, tal vez por medo ou até por vergonha mas devia o ter feito.

Mas eu explico lhe agora o Martim é hiperativo e sim também tem um atraso de desenvolvimento que lhe afecta a fala mas não é por isso que …

A alimentação de um asperger

Normalmente alimentar uma criança com asperger é mais luta diária que nós pais enfrentamos, pois geralmente têm dificuldade quando se trata de comer uma variedade de alimentos. Texturas e cheiros desempenham um papel importante devido a questões sensoriais que experimentam. Além disso, ter muitas opções vai contra o que é confortável para essas crianças. Encontrar um equilíbrio é complicado e trabalhoso.
E normalmente tem problemas sensoriais que podem impedi-lo de registrar os sentimentos de fome, por isso nunca se pode contar com a fome do deles para motivá-los a comer.
As  tentativas de alterar a dieta, abitos ou objectos das refeições têm de se fazer com muita calma. O sucesso pode vir lentamente, mas o objetivo final é melhorar a alimentação e não abrir mais um guerra. Cada pequena vitória lhe trará um passo mais perto do resultado desejado.

O Martim em relação a alimentos novos não tem grandes problemas mas sim com os objetos para a mesma. .
Queria sempre comer no mesmo prato e …

Passatempo kit Coffret Musti - Mustela

Cá em casa a Mustela marca presença diária na rotina dos meus filhos, desde do creme hidratante à água de colónia.

E hoje é dela que vos vou falar. 
  A Eau de Soin Musti é uma água de colónia sem álcool, com extratos de mirtilo e de tília e com um delicioso perfume envolvente e suave, elevada tolerância e hipoalergénica. Deixando um aroma maravilhoso "a bebé"  que nos aquece o coração. 
Em parceria com a Mustela tenho para oferecer um kit Coffret Musti.
Um presente muito fofinho para os mais pequenos,já a pensar no natal.




É muito simples participar:

-Fazer GOSTO na pagina do Facebook do blog.
Www. m.facebook.com/maeporumfio/?ref=bookmarks

-Fazer GOSTO na pagina do Facebook da Mustela. Www. m.facebook.com/mustelaportugal/

-Partilhar e comentar identificado dois amigos o post do passatempo no Facebook.

-Seguir o blog Www.maeporumfio.blogspot.pt


Cada pessoa só pode participar uma vez até ao dia 1 de Dezembro..

Boa sorte!!!