Avançar para o conteúdo principal

Martim

O Martim é um menino de 4 anos(quase 5) que apenas com 3 anos foi diagnosticado com  síndrome de asperger e hiperatividade.
Tem um atraso de desenvolvimento muito grande principalmente na parte da linguagem e da Motricidade fina.
É acompanhado pela intervenção precoce,consulta de desenvolvimento ,pedropsiquiatra.
Na escola tem tem vários apoios,um dado pela intervenção precoce outro através de p1.
Esta medicado com risperidona,omega mousse e para ajudar a adormecer toma melanina.
Neste momento esta a fazer vários exames para que sejam postas varias hipóteses de lado para o problema dele,pois os médicos pensam que há mais alguma coisa para este atraso tão grande.
O Martim é um menino muito inteligente e empenhado em tudo o que faz e isso tem ajudado a melhorar.
Neste momento já tem um leque variado de palavras e já faz frases,explica o que quer ou ate conta uma historia.
O ano passado mal falava e explicava o que queria por gestos,fazia imensas birras por ninguém o entender mas graças a Deus as coisas tem melhorado muito e o meu pequeno deu um salto muito grande. Agora é continuar a trabalhar para que as coisas melhorem ainda mais.
PS- escrevi este pequeno texto para responder a muitas perguntas que me chegaram através do facebook.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Eu nunca quis ser mãe!!!

Hoje é o dia da mãe, um dia em que todas nós "mães" olhamos para o nosso caminho nesse papel tão importante, e pensamos no que ficou para trás, por isso eu achei que era o dia certo para assumir que eu nunca sonhei ou quis ser mãe.
É verdade, eu nunca quis ser mãe…. nunca, nunquinha.
E tive brigas e até o fim de uma relação a conta disso, não queria é jurava a pés juntos que não o iria ser.  E hoje, mãe de 3, olho para trás e sei bem porque eu não queria… Eu não queria falhar da mesma forma que a minha mãe falhou comigo (assunto para outro dia) !   Não me via a ser mãe de jeito nenhum…. Eu era, sem medo de dizer, uma adolescente traumatizada, com falta de amor, com muita bagagem e tinha medos. Tinha certezas que nunca conseguiria ser boa mãe.  Mas… (e na vida tudo tem um MASSSS) o mundo dá voltas e a gente cresce, e amadurece, e muda de opinião! Ainda bem! Comecei a namorar com o  Luís e rapidamente mudei de opinião, ainda bem.  Hoje, bem… hoje não me imagino NÃO sendo mãe! Mãe dos…

Eu e o Autismo

Hoje é um dia especial por isso não havia dia melhor para vós contar como o autismo entrou na minha vida,na nossa vida.

Tivemos dois anos em puro sofrimento, noites mal dormidas, gritos, desespero, perguntas e falta de respostas até que não meio de tantos possíveis diagnósticos o Autismo e o síndromes de Asperger foram posto na mesa.
Ambos com características que tão visíveis no Martim mas que eu não queria ver, não queria aceitar.
Como é que seria possível? Não não podia ser.
Por momentos senti que era eu que não lhe dava todos os componentes para que ele pudesse desenvolver sozinho.
Mas eu estava enganada o meu filho era especial eu tinha de entender isso para que o puder ajudar.
Claro que não foi fácil mas consegui e todos os dias me pergunto onde fui buscar a força.
O autismo veio mudar a minha vida e a minha forma de pensar e agir. Transformou me numa mãe diferente mas a grande mudança foi como pessoa, passei a ser mais humana e mais atenta aos outros.
Os meus objetivos de vida t…

Perdi.....

Mais um vez fui posta a prova,mas desta vez o desafio supera todas as minhas forças. Perdi o meu amor,o meu grande amor,o pai dos meus filhos, o homem a quem prometi ser a melhor mãe do mundo.
Perdi tudo!
Não fui avisada nem tive tempo de me despedir, foi tudo rápido de mais.
Sem qualquer tipo de preparação fiquei sem chão, e honestamente não sei se estarei a altura deste desafio.
É dos sentimentos mais cruéis e duros que já senti na vida!
Só queria acordar e constatar que isto não passava de um pesadelo e que o meu amor estava vivo.
Mas infelizmente isso não irá acontecer,terei de arranjar forças vindas não sei de onde e continuar a vida.
Se será fácil? Não, claro que não nas terei de o ser pelos meus filhos  .
E não ne venham dizer que passa pois nunca irá passar,passava se fosse uma dor de barriga, mas não o é!!!
Perdi o meu amor, o meu grande amor!!!