Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mãe na cozinha #1

Já andava a pensar em lançar esta rubrica a bastante tempo mas andava sempre a adiar mas hoje chegou o dia e acreditem e não podíamos começar da melhor maneira. A receita de hoje é bifinhos com creme de coco e arroz basmati.

Ingredientes para os bifinhos :
Bifinhos de peru (eu usei 600gramas)
Duas cebolas grandes
Azeite
Sal q.b
Pimenta q.b
Alho moido q.b
Uma embalagem de creme culinário de coco
- Cortar as cebolas em meias luas fininhas.
-Numa  frigideira grande deite a cebola e o azeite e deixe refogar ate a cebola começar a ficar mais transparente.
-Junte a carne e junte is temperos a gosto.
-Deixe cozinhar ate que os sucos da carne envaporem mas vá mexendo para não colar nem queimar.
-Deite o creme e meta o lume brando e deixe cozinhar até que o molho engrosse.
-Prove para verificar os temperos
-Quando o molho engrossar desligue pois já esta pronto.
Ingredientes para o arroz:
Uma chávena de arroz basmati
Duas chávenas de água
Uma cenoura grande ralada
Uma cebola
Sal q.b
Azeite
-P…
Mensagens recentes

Deixei de ter nome

Faz mais de nove anos que deixei de me chamar apenas Monica passei a ser chamada de  mamã em tudo o que é lugar, no infantário do miúdo, na escola delas,no médico, nas lojas onde compro coisas para eles,em quase todo o lado.
A Monica passou a existir apenas no trabalho e em lugares onde não sabem que tenho filhos.
Eu gosto deste meu novo nome e deste meu novo "eu" e sinto tanto carinho quando sou tratada de "mamã dos manos",fico tão babada. Há quem não goste de ser chamada por toda a gente já  eu gosto e muitas vezes faço questão de dizer logo numa primeira abordagem que sou mãe de três .
Mas claro que nada me deixa mais babada por ouvir aquele "mamã" na voz meiga dos meus pequenos,fico tao derretida.E vocês gostam de ser tratadas por mamã por outras pessoas?

Eu sei o que é ser mãe de prematuros!

Sou mãe de três prematuros,a Luana de 36,a Maria de 32 e o Martim de 35 + 3 dias.
Sei o que é ver o nosso filho ser levado para a incubadora e só o voltar a ver um dia depois.
Sei o que é dormir num cadeirão ao lado de uma incubadora com medo que alguma coisa acontecesse.
Sei o que é ter um filho em casa mas passar um mês no hospital e não sair de lá para nada.
Sei o que é ver bebés a morrer e sentir medo que um dia fosse o meu bebe.
Sei o que é tirar leite e ser deitado ao lixo pois não lhe podia dar do meu leite.
Sei o que é ver o meu bebe com um cateter na cabeça pois já não tinha veias onde picar.
Sei o que é acordar durante a noite com maquinas a apitar e sentir o coração a sair pela boca fora.
Sei o que é querer pegar ao colo e não poder.
Sei o que é ser mãe de coli vazio.
Infelizmente passei por esta experiência duas vezes e sei o quanto doloroso é e não desejo a nenhuma mãe aquilo pelo qual passei.

Outono #2

Chega o Outono e chegam as mudanças de tempo, que fazem com que tenhamos de prevenir algumas constipações ou marcas do frio.
Por isso resolvi partilhar com vocês alguns cuidados a ter com a pele e os lábios dos nossos pequenos.

PELE: É comum no inverno os bebês e crianças pequenas ficarem com a pele, principalmente do rosto, mais grossa e ressecada. Isso acontece devido ao contato direto da pele com o ar gelado e seco. Para prevenir/tratar os vermelhões no rosto dos mais pequeno devemos passar  duas vezes ao dia um bom creme hidratante.


Eu recomento este da Mustela garante uma boa hidratação, não tem cheiro e tem um efeito calmante e protetor .

LÁBIOS: Os bebês e as crianças mais pequenas babam muito, isto é normal, dentes nascendo e a falta de controle da saliva faz os pequeninos ficarem sempre babados. O nosso papel como pais é estar sempre com uma toalhinha e evitar que a roupa da criança fique muito encharcada, mas com todo esse processo de “baba e seca” os lábios podem ficar rachad…

O nosso caminho!!!

Em criança sonhava  em um dia ser advogada mas foi pelos números que me apaixonei mais tarde, não trabalho na área de formação e estou longe de me sentir realizada profissionalmente.
Assim como não me sinto realizada afectivamente, não casei pela igreja de branco como tanto sonhei e estou longe de ter ao meu lado um príncipe encantado(mas estou bem) sem defeitos e pronto para me defender de um dragão.
Dragão esse que eu mato todas as noites nas historias que conto no papel onde ai sim me sinto realizada a 100%,o de mãe.
Nunca fui menina de sonhar em ter filhos ou de brincar ao faz de conta as mães, nunca ou raramente o fiz. Mas não me imagino de outra forma, apesar do cansaço todo e do dia a dia super agitado sinto que neste papel eu sou eu de verdade sem frustrações ,que dou o melhor de mim,que nasci para o ser e que não podia não ser de outra forma.
Nem todos os sonhos se tornam realidade mas que cada um têm o seu caminho traçado,apenas te de o fazer vale a pena!

Anda aqui alguma bruxa!?!

Chega o Outono chegam as doenças e todas as viroses que podem haver ( vá na verdade ate chegaram antes).
Andamos numa maré de azar e temos estado todos doentes,primeiro foi o pequeno que ficou constipado, depois eu com uma infecção urinária e agora a Maria com uma bactéria no estômago. Graças a deus não têm sido coisas graves mas viram a nossa vida do avesso.
Faltas a escola,faltas ao trabalho, roupa para passar,roupa para lavar e até na alimentação teve falhas(andamos a sopa). Mas amanhã as coisas voltam ao normal(penso eu),claro que vai demorar a voltarmos a rotina mas vamos lá chegar.
Esperamos não ter mais nenhuma surpresa e que tão cedo não tenhamos outra maré de azar como esta,se não vou ter de andar cheia de alhos hehehehe

O verdadeiro segredo!!!!

Hoje resolvi desvendar o "segredo", o verdadeiro segredo!

EU SOU UMA MÂE IGUAL A VOCES TODAS!!!

Sim é verdade eu choro,eu quebro, tenho os meu medos, eu faço mais erros do que coisas bem feitas,sim é verdade.
Assim como vocês tenho dias que não estendo a roupa , não lavo a loiça, que não passo a roupa ,só para poder estar com os miúdos ou dormir mais um bocado.
Sim tem dias que grito que nem uma cabrita com os miúdos, que não lhe conto a historia, que não tenho paciência para eles nem para nada que tenha a ver com o papel de ser mãe.
Em que só apetece fazer as malas e desaparecer para bem longe,sem deixar rasto.
Tem dias que pareço uma palhaça pois nem visto a primeira coisa que me sai do roupeiro, é só pentear o cabelo e bora lá trabalhar.
Mas no dia a seguir acordo o contrario, a melhor mãe, a melhor dona de casa e com toda a paciência do mundo.
Isto tudo para vós dizer que sou uma mãe real como vocês e que aqui quem manda sou eu por isso falasse da maternidade da verdadeira forma…